Fórum AquaPeixes
Conecte-se ou registre-se e faça parte do melhor Fórum de Aquariofilia!

Registrando-se terá direito a fazer perguntas, esclarecer dúvidas e muito mais...

Veja, passo a passo, como postar fotos;

Fique por dentro das nossas Regras de utilização;

Fique por dentro das nossas Regras para participação do Concurso AquaPeixes de Fotografias;

Acesse nosso site AquaPeixes, para obter mais conhecimentos;

* As publicidades só aparecem para os visitantes!




Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Os membros mais ativos da semana
SJorge
 
Wladimyr
 
cruz.marcio
 
alexhummes
 
Blackwell
 

Últimos assuntos
» Separação de Guppys e Camarões
por cruz.marcio Sex Nov 16, 2018 2:34 pm

» Meu Primeiro Lago
por Wladimyr Sex Nov 16, 2018 1:34 am

» Limpeza da Água
por Wladimyr Qua Nov 14, 2018 10:31 am

» Alevinos de Espada em sofrimento
por Wladimyr Qua Nov 14, 2018 10:26 am

» Patê caseiro
por Davideo Dom Nov 11, 2018 12:06 am

» Apresentação David
por maciel.luz Seg Nov 05, 2018 10:35 am

» Como começar um aquário auto sustentável?
por maciel.luz Seg Nov 05, 2018 10:29 am

» Apresentação Lidia Evangelista
por maciel.luz Ter Out 30, 2018 4:16 pm

» Guppy gravida agressiva?
por maciel.luz Ter Out 30, 2018 4:15 pm

» [Apresentação] Gustavo
por maciel.luz Ter Out 30, 2018 4:14 pm

» Construção Lago Ornamental
por maciel.luz Ter Out 30, 2018 4:13 pm

» Dúvida Ciclagem
por maciel.luz Ter Out 30, 2018 4:10 pm

» Lago contaminado com ictio
por Wladimyr Ter Out 23, 2018 1:52 pm

» [Tratamento] BETTA NÃO SE ALIMENTA
por Wladimyr Ter Out 23, 2018 11:14 am

» Ciclídeos Africanos!
por Felipe Alves Qui Out 18, 2018 9:36 am

» Minha Betta voltou a ter constipação intestinal
por Wladimyr Qui Out 18, 2018 9:27 am

» Como fazer betta aceitar nova ração?
por Wladimyr Qui Out 18, 2018 9:23 am

» Ajuda para montagem
por Wladimyr Seg Out 15, 2018 1:02 pm

» Betta fêmea com barriga inchada
por SJorge Qui Out 11, 2018 3:30 pm

» Aquário + sump - 1020 litros
por Wladimyr Qui Out 11, 2018 1:00 pm

Top dos mais postadores
Mauricio Molina (8253)
 
Adilson (7042)
 
Wladimyr (5986)
 
Beto Lemos (4989)
 
Lucas Duarte (2775)
 
Thiago Marques (2339)
 
maciel.luz (2248)
 
SJorge (2151)
 
juniorfn (2149)
 
david rafael dieter (2124)
 

Quem está conectado
6 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 6 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 109 em Sex Jun 13, 2014 10:45 pm

Camarões uma ótima aquisição

Ir em baixo

Camarões uma ótima aquisição

Mensagem por Mauricio Molina em Dom Nov 22, 2009 12:49 pm

Os camarões são uma ótima aquisição para um aquário tanto marinho como de água doce. Podem ser uma alternativa a peixes ou até mantidos em comunidade com eles!

Apesar de podermos manter certos camarões de água doce em convivência direta com algumas espécies de peixes, vale a pena instalar um aquário específico para estes crustáceos. Só assim se poderá observar o seu interessante comportamento sem que se sintam perturbados. Existem cerca de 15 famílias de camarões e centenas de espécies. Muitas originárias da América do Sul mas em muito maior número da Ásia. A diversidade de formas e sobretudo das cores, atrai aquariófilos de todo o mundo. Como por exemplo os pequenos Neocaridina que podem, sem exagero, graças às suas cores magníficas, comparar-se a algumas espécies de água salgada. Ou então todas as variedades dos camarões zebra (camarões abelha) ou dos camarões tigrados.

Os camarões podem ser mantidos em aquário com uma vertente puramente decorativa, mas existem determinadas espécies muito úteis na limpeza, como é o caso do Camarão Limpador. Estes crustáceos são animais algo tímidos, mas se forem mantidos em grupo de três ou quatro indivíduos deixam-se ser observados mais facilmente (excepção feita a espécies demasiado agressivas para viver em comunidade). Os camarões podem ser mantidos em aquários comunitários com peixes, mas é preciso ter muita atenção às proporções dos animais, uma vez que peixes grandes comem camarões pequenos e camarões grandes comem peixes pequenos. Disponíveis no mercado encontram-se geralmente espécies pequenas, entre 1,5 e 3,5 cm, mas existem outras que podem ter mais de 30 cm, como é o caso do camarão-da-malásia (Macrobrachium rosenbergii).

Os camarões são geralmente mais sensíveis à qualidade da água do que a maioria dos peixes e, tal como em todas as famílias de animais, existem espécies mais resistentes do que outras. Omnívoros, não são difíceis de alimentar, uma vez que aceitam flocos e comida congelada ou viva. Alimentam-se também dos microorganismos que são largados pelos filtros. Uma das famílias de camarões mais populares na aquariofilia é a Atyidae, da qual faz parte o famoso Camarão Cereja, Neocaridina heteropoda. Esta família é composta por dois géneros, Atya e Caridina, e entre elas há mais de 200 espécies de camarões. Os exemplares desta família atingem dimensões consideráveis, 15 cm, mas no mercado de animais de estimação são geralmente os mais pequenos que se encontram à venda. A grande maioria das espécies desta família comem algas, mas não plantas, não são agressivos e podem viver em comunidade.

Outra família também bastante conhecida entre os aquariofilistas é Palaemonoidea. É no gênero Macrobrachium que se encontram alguns dos maiores camarões, mas tal como no caso anterior, são as espécies mais pequenas as mais comuns no mercado. Uma das particularidades dos camarões desta família é o facto de serem bastante ativos, saltam e percorrem o fundo do aquário, e são por isso uma boa fonte de entretenimento. Apesar de também se alimentarem de algas e alguns detritos, não são tão bons “limpadores” como os camarões da família anterior. Os camarões do gênero Macrobrachium são mais agressivos e territoriais e são bastante fáceis de identificar devido às pinças robustas que possuem. Parecem também ser mais resistentes às variações dos parâmetros químicos da água.

As Plantas

Seria de fato um pecado renunciar a uma densa vegetação num aquário para camarões. Em particular as espécies asiáticas mais pequenas, passam a maior parte do tempo a limpar as folhas das plantas. Mesmo a fina folhagem do musgo de Java é limpa de forma incansável. É sobre as plantas que encontram o mais variado material comestível, como algas e micro-organismos, com que gostam de se empanturrar. Para conseguir um bom crescimento das plantas é necessária uma boa iluminação no aquário. Podemos optar por tubos fluorescentes, combinando por exemplo as lâmpadas sera Tropic Sun, sera Plant e sera Daylight.

Geralmente os aquários já trazem iluminação incorporada a qual muitas das vezes é de qualidade duvidosa. Alertamos para que, nestes casos, verifique se as lâmpadas instaladas são indicadas para aquário, de modo a possa obter bons resultados com as plantas e daí as melhores vantagens para os camarões. Os filamentos em constante agitação na água para captura de plâncton de imediato transportado para a boca. Para se saciar o Atya moluccensis tem que trabalhar muito.

A manutenção de camarões japoneses Yamatonuma (Caridina japonica) em aquários com plantas demonstrou-se muito interessante, considerando que estes crustáceos colaboravam de forma eficaz no combate às algas. Mais recentemente já foram descritas reproduções bem sucedidas em aquário.

A decoração

Para um aquário de camarões de água doce utilizaremos areia de granulometria média, que não liberte muito cálcio, no fundo. Junto com algumas rochas decorativas, um elemento imprescindível são as raízes de madeira. Muitas espécies vivem sobre elas “polindo-as” com todo o cuidado. Uma vantagem para o aquariófilo que pode pôr raízes não polidas no aquário que rapidamente serão limpas pelos camarões. No que diz respeito às plantas pode escolher praticamente todas as que estejam disponíveis no mercado da especialidade.

E pequenos grupos de plantas de folhas finas, oferecem enormes quantidades de micro-organismos que os camarões consomem ávidamente. Por outro lado as plantas possibilitam refúgios espetaculares aos nossos camarões. Uma boa vegetação dá mais possibilidades de sobrevivência aos recém-nascidos, que encontrarão sempre alguma coisa para comer pois que as folhas das plantas permitem a sobrevivência dos mais variados organismos nutritivos.

Camarões para iniciantes

Os camarões para iniciantes devem ser os mais resistentes, pois estes crustáceos são bastante sensíveis aos parâmetros químicos da água e as pequenas variações podem ser fatais. Devem também ser relativamente baratos, pois para quem se inicia no hobby, é difícil não sofrer baixas. No caso de aquários de água doce, não é difícil encontrar algumas espécies indicadas. O Camarão Fantasma cumpre estes dois requisitos. Já o Camarão Cereja, é mais caro, mas pode valer a pena o investimento pois reproduzem-se mais facilmente do que o anterior. O Camarão Amano, Caridina japonica, também pode ser uma boa opção mas a sua reprodução é bastante difícil.

No caso de aquários marinhos, a situação é mais complicada. Os aquários marinhos não são fáceis de manter e devido às exigências da qualidade da água, poderá ser um passo demasiado grande para iniciantes. Contudo, algumas sugestões são o Lysmata amboinensis, Lysmata debelius, Stenopus hispidus, Hymenocera picta ou o Lysmata wurdemanni.




    Os Administradores e Moderadores aconselham que;

Seja sempre ativo no fórum e aprenda mais;
Respeite as regras do fórum;
Apresente-se Aqui ;
Como postar Fotos ;
Visitem nosso site AquaPeixes;
Ficha para Doenças e Tratamentos;
avatar
Mauricio Molina
Administrador
Administrador

Pontuação Elevada + Ganhador do Concurso de Fotografia
2º Colocado
Brasil
Mensagens : 8253
Pontos : 83469
Reputação : 259
Data de inscrição : 19/09/2009
Idade : 35

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum